| Última atualização em 30/04/2012 às 06:26

SMS: Marketing no celular

1.221 views | Receba por e-mail | Comente
Por Adm. Paulo Carvalho

Em um dia que buscava um assunto interessante para escrever um artigo, recebi via SMS uma mensagem corporativa que buscava comunicação e relacionamento com os clientes daquela marca, então achei o tema que procurava: SMS Marketing no celular, uma atividade que primeiramente foi usada em grande escala pelas pessoas, principalmente pela sua praticidade e baixo custo. Hoje, são as empresas que estão aderindo maciçamente ao mobile marketing no envio de SMS corporativo, uma oportunidade de ouro para a comunicação e relacionamento.

Conforme dados da Federação Europeia de Marketing Direto (FEDMA), metade das agencias europeias de Marketing Direto já utilizam o SMS como ferramenta de apoio no planejamento das estratégias de CRM (Gestão de relacionamento com os clientes). No Brasil, alguns profissionais da área, que não tiveram a oportunidade de trabalhar com este novo serviço, veem o SMS apenas como um meio de fazer publicidade no celular, gerando uma preocupação grande no mercado com a questão do SPAM.

A verdade é que SMS é um meio de comunicação com ligação direta, personalizada, instantânea, interativa e que geralmente está junto aos clientes 24 horas por dia. Estas características credenciam o seu uso como uma ferramenta importante do Marketing Digital, porém a forma de trabalhar com ela tem que ser bem pensada e cuidadosa, para evitar o desgaste da marca ou a perca de credibilidade.

As empresas que utilizarem do SMS Marketing têm que avaliar os objetivos que credenciam sua utilização com o sucesso, entre vários, apontarei alguns que acredito serem importantes na hora de se trabalhar com esse tipo de estratégia, são eles: a aproximação de seu cliente final; o direcionamento a uma estratégia relativamente mais econômica; possuir um aumento da taxa de leitura e adesão se comparada outros tipos de mídias; fazer uma mudança de paradigmas utilizando um formato novo de divulgar sua marca ou produto, e a que acredito ser uma das mais importantes é ter uma comunicação mais homogênea com clientes e colaboradores de sua empresa.

A grande questão que pretendemos abordar não é somente se a publicidade no celular vai acontecer ou não, mas avançar um pouco mais sobre o modelo ideal de publicidade e quais riscos e possibilidades as empresas vão encontrar neste modelo. A discussão que está tomando os bastidores dos grandes anunciantes e das principais agências de marketing no Brasil é mais um round na luta em busca da atenção do consumidor e isso sempre será um assunto que merece atenção por todos os profissionais, seja ele qual a área de ocupação que ocupe.

Cansadas das ações comuns, pessoas expostas a uma avalanche de publicidade estática e de massa estão dispostas a conhecer novas formas de comunicação das suas marcas preferidas. Esta disposição aparece nas pesquisas feitas principalmente nos países onde a publicidade em celulares está em um estágio bem mais avançado do que por aqui.

A infinidade de oportunidades que possibilitam estas ações, mostram um cenário altamente positivo para a comunicação das empresas com seus consumidores. Informação e conteúdo vão impactar os consumidores muito mais do que simples propaganda direta. É a evolução do marketing, já muito bem utilizado no ambiente da web, agora com enormes possibilidades na comunicação por celular.

Receber no telefone pessoal informações sobre shows, peças de teatro, notícias do time de futebol preferido, da cotação do dólar, ações, filmes, divulgação de produtos entre outros, vai gerar no consumidor um impacto maior, pois agrega informação útil. E a marca que utilizar estas ações vai se perpetuar na mente dos seus consumidores de forma positiva.

Mas, e o mercado brasileiro?

Alguns números demonstram o potencial da publicidade no celular, são eles: 95 milhões de correntistas no Brasil; 100 milhões de celulares; (Quase 28 milhões) 27,3 milhões de usuários de internet banking, com um total de 5,8 bilhões de transações em 2005. Estes números levam a crer que, o uso do celular vai gerar um novo boom na publicidade brasileira, e é neste novo cenário, que acho importante as empresas estarem focadas.

Com uma base deste tamanho e com o conceito de mobilidade já bem desenvolvido, o que falta para a publicidade no celular explodir? Essa é uma pergunta que solto no ar para criar uma analise nos pensamentos dos leitores, porém para facilitar essa reflexão, cabe colocar vários fatores que apontam para este caminho, são eles: O esgotamento do modelo de publicidade, a interatividade que a internet trouxe para esse novo cenario na comunicação com os consumidores e a segmentação, pios a publicidade de massa está sendo substituída com muito mais eficiência pela segmentada, de alto impacto e efetividade.

Apesar de todo este cenário extremamente favorável é importante ressaltar alguns fatores que podem inibir este crescimento, a começar pela utilização mensal do serviço e depois pelo fator de custo serviço, porém mesmo assim me atrevo a afirmar que o mercado brasileiro vai alavancar a liderança em publicidade no celular em 2012, pois nossa publicidade é muito criativa e os responsáveis pelas campanhas encontrarão novas formas de posicionar as marcas na mente dos consumidores.

Vale salientar alguns exemplos que torna real cada vez mais esse estratégia de comunicação e relacionamento, entre vários pode-se citar:

  • Companhias áreas estão usando mensagem de texto para avisar seus passageiros sobre atrasos em vôos;
  • Casas noturnas estão enviando mensagens para os frequentadores mais assíduos com convites VIP;
  • Restaurante enviam SMS para seus clientes com cupons de desconto;
  • Escolhas e colégios estão usando mensagens de texto para comunicados importantes para seus alunos;
  • Associações estão criando ligações mais próximas com seus membros fazendo comunicados por mensagens de celular;
  • Eventos estão usando mensagens de texto para divulgar uma campanha no dia do evento para conseguir mais visibilidade e resultados.

A publicidade no celular vai vingar, sim. Será possível graças à mobilidade e à interatividade. E estas duas palavras mágicas só são encontradas no celular.

Enviar para um amigo Enviar para um amigo

Comentários

Faça seu comentário

Comentário